Prof. Valbertone C. Araújo                                                                                                     MANAUS - AM

 

TEORIA DA CONTABILIDADE, CUSTOS  e  ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Translate this Page
ENQUETE
SUA INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
CIESA - MANAUS AM
UNINORTE - MANAUS AM|2|yellow
Ver Resultados

Rating: 3.5/5 (881 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...



    

03/12

 COMEMORAÇÕES:

 

 

DIA DO CABELEIREIRO

DIA DA CIDADANIA

 NASCIMENTO DO SOCIÓLOGO HERBERT DE SOUZA, BETINHO - RS

LEI Nº 12.573 /13.07.2006

DIA NACIONAL DO QUILO

 LEI Nº 12.642, DE 15 DE MAIO DE 2012 

 

SANTIFICADOS:

 

SÃO MARTINHO DE LIMA;

SANTA SÍLVIA e

SÃO MALAQUIAS

 

MENSAGEM DO DIA:

 

 

 

MINUTOS_DE_SABEDORIA.

(Abrir)

Contador de Visitas


CADUCEU



 

Caduceu: Escudo do curso Graduação em Contabilidade no Brasil, também usado nos CRC´s e CFC.

 

CADASTRE-SE-SKYPE-for-computer/  e entre em contato comigo.

 (valbertone1)

 

Prof. Valbertone

COMEMORAÇÕES 

 

 

 

 

 

Resultado de imagem para calendario dezembro 2016 

 

 

 Logo Cliente 

 

Resultado de imagem para 2016

DEZEMBRO

 

a 3 -Avaliação 4ª NPC
5 a 16 -Solicitação de vaga para o ano letivo de 2017
5 a 12 -2ª chamada
07 -X CIESA Fashion
8 -Nossa Senhora da Conceição
13 -Término das aulas.
14 a 20 -Avaliação de NEF
25 -Natal

 

  

                 Caixão de vítima de acidente aéreo chega a aeroporto de Chapecó 

                 FONTE: Yahoo Notícias, 02 de dezembro de 2016

  

Chapecó se despede de vítimas de acidente aéreo.

 

Chapecó se uniu emocionada neste sábado para se despedir de seus jogadores de futebol mortos em um acidente aéreo em Medellín, no mesmo estádio onde a pequena cidade de Santa Catarina aprendeu a sonhar alto.

Ante os 50 caixões recebidos com honras militares, milhares de pessoas na Arena Condá cantaram o Hino Nacional e o da Chapecoense, e aplaudiram as vítimas da tragédia, em uma tarde em que a chuva não deu trégua.

O bispo de Chapecó leu uma mensagem do Papa Francisco, que se disse "consternado" com a tragédia, que comoveu o mundo inteiro.

No estádio, o estranho silêncio acompanhado de um fundo musical emotivo só era rompido pelos gritos de "Campeões, campeões!" e "Vamos, vamos Chape!".

"Todos nós somos chapecoenses", proclamou o diretor do clube, homenageando os "guerreiros" que viajavam para enfrentar o Atlético Nacional de Medellín na final da Copa Sul-americana.

"Queríamos eles de volta, mas não assim. A Chapecoense era como uma família, isso tudo é terrível", disse, em meio a lágrimas, Juliana Deuner, uma chapecoense de 35 anos.

"Vínhamos a todas as partidas, com chuva ou sol. Nosso sonho finalmente era real, estava tão próximo, não há explicação", disse, emocionado, à AFP Rui Alonso Thomas, um mecânico que acompanhou a passagem do cortejo com a filha de 10 anos.

"Estaremos sempre com vocês. Força, Chape!", proclamou o presidente da Fifa, Gianni Infantino, retomando o lema de toda a cidade.

No minuto de silêncio final, a ruidosa "torcida jovem", coração da Arena Condá, descansou seus tambores no gramado.

"Viemos porque a Chapecoense está no nosso coração, é nossa família. A chuva não nos deteve, porque tínhamos muita vontade de nos despedir", declarou Patricia Carraro, 32 anos, que foi à cerimônia acompanhada de sua família.

A Chapecoense foi fundada há 43 anos e, há cinco, lutava nas últimas divisões do futebol brasileiro. Sua ascensão surpreendente e brutal interrupção deixa dúvidas quanto a seu futuro.

 

V O L T E   S E M P R E ! ! !

DÊ SUA OPINIÃO NA PÁGINA FALE CONOSCO

topo